Isabela Lourenço (_belbis) wrote,
Isabela Lourenço
_belbis

  • Mood:

hoje acordei vinte por cento.

hoje eu não aguento sair pra conversar...


Não sei nem o que eu quero escrever, só sei que preciso. E faz tempo que não escrevo! Bem, na verdade eu escrevi pra caralho nas provas de sociologia e filosofia (professor mal comido é tenso), mas eu prefiro filosofar à minha maneira, muito obrigada. Também andei escrevendo fic de futsal (sabe como é, superliga, Malwee campeã, uns bonitos a mais no time principal...) que ainda preciso terminar, e redação de português que foi comparada com uma nota 10 da Fuuuuuuuuvest. Mas desabafo é outra coisa! Post aqui é outra coisa. Principalmente nessa língua. Amo postar em português aqui! Ainda mais porque não são muitos que o fazem, e muitos dos que escrevem coisas em inglês não elaboram os textos realmente, apenas contam como foi o dia ou algo do tipo. Mas já postei muito assim também, acontece, nada contra.
Mudando de assunto meio repentinamente, descobri uma coisa sobre mim nesses últimos dias que talvez seja ruim, talvez seja natural. Descobri que... Tem muita gente que eu não gosto. Tenho raivinha, nojinho. Acho falsa, metida, vadia, sei lá. Ok, eu tinha algumas pessoas em mente enquanto escrevi essas palavras, mas deixa quieto. E essas pessoas falsasnojentasmetidasvadias me fazem ter ciúmes, e dos fortes. Em relação a vários amigos. Eu simplesmente não quero umas filhas da puta andando com gente que eu gosto, valeu ae. Mas o que eu posso fazer, né? Só olho pro outro lado e tento disfarçar a bitchface, mas é foda. Argh.
Outra coisa que eu descobri é que eu posso enjoar bem rápido de algumas pessoas (e eu estou repetindo essa palavra demais). Sabe quando você fica meio "Aham Cláudia, senta lá" pra tudo que alguém fala? Não existe mais assunto, tudo que te interessa não tem tanta importância assim para o outro e as conversas ficam super "blé"... Mas esquece. Isso é algo fácil de ser ignorado e deixado de lado por um tempo.
E algo que também pode ser relacionado com isso é que eu adoro a construção de uma amizade. Se acostumar a falar todos os dias com a pessoa, fazer perguntas "bobas" só para se conhecer melhor, ir aprendendo os hábitos, as vontades, os sonhos, os momentos, o jeito, as preferências... É super gostoso. :) Mas hm, ooutro assunto de novo... Fico pensando até que ponto o lado bom de uma pessoa deve superar o lado ruim. É lógico que todos possuem seus defeitos, assim como qualidades, mas alguns defeitos são tão broxantes haha. É difícil julgar isso: quando a amizade vale a pena. Erros, porém, são algo que você aprende a conviver com, depois de um certo tempo. Só que eu não gosto tanto assim de esperar, não. Espero, o tempo que for, minha paciência às vezes me surpreende, mas isso não significa de maneira alguma que seja algo que me agrade.

Porra, falei demais. É a doença, eu acho. Não sei nem o que eu tenho! Dor de garganta, no corpo, tontura leve, só que o nariz não tá escorrendo... Ah, logo eu melhoro. Enfim, acabou meu momento de inspiração. Vou abrir aquela fic e ver se saio do parágrafo em que eu empaquei.

Beijos.

Tags: life, português, random
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 3 comments